Archive for Abril 2014

Peras Ercolini em calda

Meus olhos, sempre ávidos por alguma novidade, não deixaram passar aquelas caixas com lindas perinhas. Tratei logo de descobrir de onde vinham e como consumi-las. Peras Ercolini são de origem européia e não são tão saborosas in natura, ficam melhores em forma de compota ou preparadas em outras receitas. As minhas, no entanto, vieram do Chile e viraram essa compota deliciosa e linda. Fiz assim:



1 kg de peras Ercolini                                             

3 xícaras ( chá ) de água
2 xícaras de açúcar
3 ramas de canela
1 fava de baunilha



Descasquei as perinhas deixando os cabinhos. Numa panela, coloquei a água e o açúcar e levei-a ao fogo médio. Mexi com uma colher de pau até dissolver o açúcar e a seguir, adicionei as ramas de canela e a fava de baunilha cortada ao meio, no sentido longitudinal, raspando e colocando também as sementinhas dela. Juntei, então as peras e deixei cozinhando até estarem macias, porém inteiras. A seguir, com cuidado, retirei as perinhas e deixei a calda no fogo para reduzir quase até a metade. O ponto certo é quando se formam bolhas grandes. Desliguei o fogo, coloquei as peras dentro de um pote hermético esterilizado, a canela, a fava e enchi com a calda. Fechei, virei de cabeça para baixo, para que a calda entrasse por todo espaço entre as peras e desvirei o pote. Deixei esfriar completamente e depois levei à geladeira.

Esperei uns dias para comer a delicinha e adorei. Muito saborosa, leve e nada enjoativa.A receita rendeu 2 potes de 500ml, levei um de presente para meus pais, eles gostaram tanto que até fui intimada a fazer mais para servir de sobremesa no almoço de aniversário de mamãe, em maio. Adorei!!!


Coragem

"A vida não tem controle remoto. Você tem que levantar e mudar."
  - Autor desconhecido
Uma das qualidades que mais admiro numa pessoa é sua coragem. Coragem de ir, de partir, de deixar sua zona de conforto, de recomeçar, de dar a cara a tapa, de mudar, de crescer, de viver o novo, de mudar de vida ... Coragem de dizer o que pensa, o que quer, o que não quer e quando quer ... De dizer se gosta ou não e ponto! Coragem de não se lamentar, de não chorar pelo que não viveu ou fez, de ir adiante, olhar para a frente e seguir sempre. Coragem de correr riscos, mesmo que morrendo de medo de falhar, de errar, mas, ainda assim, coragem de tentar. 
Não tenho medo de dizer o que penso, o que quero, mas, às vezes, mesmo quando me dizem que faço algo bem e que devo arriscar, há alguma coisa que me paralisa e que me impede de seguir ... Até agora ...
A coragem, finalmente, tomou posse do meu ser e aqui estou. O Katola Karambola sai do patamar de sonho, do caderno de apontamentos, para ocupar seu espaço na blogosfera. Estou muito feliz, esperançosa e pronta para iniciar esse projeto tão sonhado, espero fazer desse espaço um cantinho gostoso, leve, onde, com muita humildade, espero aprender, compartilhar e, quem sabe, também ensinar coisas novas.
                                                                              As portas estão abertas, sejam todos muito bem-vindos,
                                                                                                                                                          Kátia



Tecnologia do Blogger.