Archive for Novembro 2014

Muffins de mirtilo e fubá - testado e aprovado


     O dia estava bonito, ensolarado e quente. A vontade de comer um bolinho com chá no lanche da tarde me levou a sair a procura de uma ideia rápida e gostosa. Achei! Está no livro "Na cozinha com Nigella". A receita é realmente prática e rápida, em 1 hora, lá estava eu com a mesa já posta, só esperando a água do chá ferver. Os bolinhos estavam quentinhos e dourados, com as frutinhas roxas caíram muito bem. A massa é bem rústica com a marcante presença do fubá contrastando com a delicadeza e sofisticação do mirtilo. Uma combinação bastante curiosa, mas bem saborosa. Vamos à receita então?!
Rendimento: 20/22 muffins
Ingredientes: 
  • 150g de farinha de trigo
  • 100g de fubá 
  • 2 colheres (chá) de fermento em pó
  • 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 150g de açúcar
  • 125ml de óleo vegetal ou outro óleo sem sabor
  • 125g de leitelho ou iogurte natural líquido (no meu caso, o iogurte não era tão líquido, então acrescentei 1/4 de xícara (chá) de leite à massa)
  • 1 ovo
  • 100g de mirtilo
Modo de preparo:
     Preaqueça o forno a 200º e forre a fôrma de muffins com forminhas de papel. Em uma tigela grande, misture a farinha de trigo, o fubá, o fermento em pó, o bicarbonato de sódio e o açúcar. Em um copo medidor ou uma tigela, despeje o óleo e o iogurte e acrescente um ovo, misturando com um batedor ou garfo. Adicione a mistura de óleo à tigela com os ingredientes secos e misture metade dos mirtilos à massa (não precisa mexer muito, é interessante que a massa fique um pouco encaroçada). Divida essa massa entre cada forminha de muffin e coloque os mirtilos remanescentes por cima. Asse por 15 a 20 minutos, fure o bolinho com a ajuda de um palito e veja se ele sai limpinho, se sair limpo está pronto. Deixe os muffins na fôrma por 5 minutos, depois retire-os, em suas forminhas de papel, e os deixe esfriar mais um pouco. Após isso, já pode servir.
Obs.: Os bolinhos podem ser congelados por até 2 meses. Use um pote bem fechado, forrado com papel manteiga. Descongele em temperatura ambiente e reaqueça em forno morno por até 5 a 8 minutos.

#SEGUNDA NATALINA - Nossos pãezinhos deliciosos de Natal

     Hoje trouxe esses pãezinhos por serem realmente deliciosos, lindos e perfeitos para compor uma mesa de café da manhã natalino, mas também por serem uma ótima opção de presente. É um mimo que os queridos, com certeza, vão adorar receber... A massa é bem rica, amanteigada e leve. Os pães ficam úmidos e muito saborosos, sem falar do perfume que invade toda a casa quando estão no forno. Podemos faze-los no formato que quisermos, fiz um grande, por ficar lindo na mesa, e também fiz outros em forminhas de mini panetones, esses ficaram muito charmosos para presentear. A embalagem fica por conta da criatividade de cada um, podem ser individuais ou, por exemplo, compor uma linda cesta recheada de comidinhas gostosas, preparadas em casa. Prefiro a segunda opção!!! Chega de conversa e vamos à receita!!

Ingredientes:
Massa (1ª fermentação):
  • 200ml de leite
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 rama de canela
  • 1/2 colher (café) de noz moscada ralada
  • 1 colher (chá) de erva-doce
  • 3 cravos da índia
  • 2 tabletes de fermento fresco (30g) ou 1 colher (sopa) de fermento granulado seco (usei o seco)
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
Massa (2ª fermentação):
  • 2 xícaras (chá) rasas de açúcar
  • 4 ovos
  • 2 gemas
  • 250g de manteiga ou margarina
  • 1 colher (chá) de raspas de limão 
  • farinha de trigo suficiente pra a massa soltar da mão (usei 3 xícaras bem cheias)
  • 200g de passas sem sementes
  • 200g de frutas cristalizadas
Glacê:
1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
3 a 4 colheres de leite

Modo de preparo:
     Ferva o leite com sal, canela, noz moscada, erva doce e cravos. Deixe esfriar e coe. Numa vasilha, coloque o leite coado e junte o fermento, o açúcar e a farinha de trigo da 1ª fermentação. Misture tudo e deixe dobrar de tamanho, cubra com um pano. A seguir, com a mistura fermentada e crescida, junte os ingredientes restantes, na ordem indicada, com exceção das passas e frutas cristalizadas. Sove bem até soltar das mãos, colocando a farinha necessária. Deixe crescer de novo até dobrar de volume. Misture, então as passas e frutas cristalizadas e dê o formato desejado aos pães. Coloque-os em assadeira untada e deixe crescer, novamente, até dobrarem de volume. Asse no forno pré-aquecido a 200ºC. Depois de assados e ainda quente, cubra com o glacê. Glacê: Misture bem os ingredientes, com um fouet, e utilize imediatamente. Decore a gosto. 
Obs.: As frutas usadas nos pães podem ser as de sua preferência. Costumo usar frutas secas, nozes, castanhas, pistache, ameixas, frutas glaçadas e chocolate (em gotas ou pedacinhos). 
Rendimento: 1 pão grande e mais 14 mini panetones.

#SEGUNDA NATALINA - Tâmaras recheadas com doce de ovos


     Hoje trago mais uma receita resgatada do baú da família! Além dos assados, acompanhamentos, sobremesas, etc, etc, etc, ainda temos em nossa mesa, doces!!! Sim, talvez seja mesmo um exagero, mas nasci no meio dele e, confesso, adoro. Nos preparamos desde agora para o grande dia e esse doce, como pode ser congelado, nos ajuda muito. O doce de ovos pode também rechear damascos, ameixas e passas, porém essas eu não me atrevo! Gente essa receita é muito, muito antiga, mesmo, mas vale muito a pena! As minhas já estão prontas, quem me segue?
Ingredientes: 
Doce de ovos:
  • 1 lata de leite condensado
  • 100g de coco ralado (pode pôr mais se gostar)
  • 3 gemas peneiradas
  • 1 colher (sopa) de manteiga ou margarina 
  • tâmaras sem caroço (dá para mais ou menos 40 unidades)
  • açúcar cristal para passar os doces

Modo de preparo:
     Leve todos os ingredientes ao fogo, mexendo sempre até soltar do fundo da panela. Coloque a massa em uma travessa, levemente untada, para esfriar. A seguir, recheie as tâmaras e com o dedo modele o doce. Passe-os pelo açúcar cristal e coloque-os nas forminhas. Após isso, é só se deliciar!!
Obs.: Mamãe, algumas vezes, costumava caramelar os doces. Fica uma delícia também, mas eu prefiro sem a calda caramelada.

O pecado existe e se chama charlote de chocolate! (Portuguesa)

     Meus pequenos adoram chocolate, e eu, sempre procuro agrada-los fazendo uma delícia com essa delícia!! O charlote que apresento aqui hoje é mais uma receita que faz parte de minha infância, antes preparado por minha avó e tia, depois, por minha mãe. É irresistível!!! Tem o sabor marcante do chocolate meio amargo, a leveza de uma mousse e a certeza de sucesso garantido na mesa. Hmmm... Essa é uma ótima sugestão de sobremesa para as festividades do Natal e Ano Novo, vamos à ela então?

Ingredientes:
Mousse:
  • 200g de açúcar de confeiteiro
  • 200g de manteiga sem sal (temperatura ambiente)
  • 6 gemas (peneiradas)
  • 250g de chocolate meio amargo
  • 1/2 cálice de vinho do porto
  • 1 lata de creme de leite (gelada)
  • 6 claras em neve
Cobertura (ganache)
  • 200g de chocolate meio amargo
  • 200g de creme de leite, fresco ou de caixinha
Montagem
  • 1 caixa de biscoito champanhe
  • 1/2 cálice de vinho do porto
  • soro da lata de creme de leite + um pouco de leite
Modo de preparo: 
     Bata as claras em neve firme e reserve na geladeira. Na batedeira, bata bem o açúcar, com a manteiga e gemas, até obter um creme claro e fofo. Junte o chocolate derretido, em banho maria, o vinho do porto e bata rapidamente para incorporar. A seguir, misture as claras delicadamente, com um fouet, até obter uma mistura leve e aerada.
     À parte, forre uma forma com papel alumínio. Em seguida, numa vasilha, misture um pouco de leite (mais ou menos 1/2 xícara (chá)), o soro do creme de leite usado na mousse e o vinho do porto e molhe os biscoitos nessa mistura. Forre o fundo e as laterais da forma com papel alumínio e vá colocando os biscoitos molhados também na lateral e fundo. Coloque a mousse, enchendo a forma até a borda, cubra com mais biscoito e depois com papel alumínio. Leve, a seguir, ao freezer. Depois de bem gelado e firme, desinforme e cubra com a cobertura. Usei ganache. Após isso, decore a gosto.
Sugestão de decoração: 
Raspas de chocolate
Cerejas
Chantily
Frutas secas picadas
Nozes
Obs.: No meu caso, usei amêndoas laminadas e torradas.
Importante: Nessa tarde servi para os filhotes, junto com o Charlote, mini quiches de frango, ficaram divinas. A receita delas fica para um próximo post.

#SEGUNDA NATALINA - As deliciosas rabanadas de minha mãe!

 
      Passei minha infância bisbilhotando minha avó na cozinha do sítio, adorava! Quando chegava as datas festivas, o burburinho tomava conta do ambiente e a cozinha, que era grande, ficava cheia com todas as filhas (seis), nora, netas e quem mais chegasse... E era o Natal, o maior e mais importante, entre todas essas comemorações. Aprendi muito e hoje procuro fazer o meu melhor, no sentido de manter viva essa tradição tão importante dos queridos que já se foram. Faço questão de manter algumas receitas tal como eram confeccionadas na época e algumas vou simplificando, sem, no entanto, comprometer a qualidade do produto final. É o caso das rabanadas, que me deixavam tonta de ver todo o processo que passavam até ficarem prontas... Hoje adoto a receita de minha mãe, que já é feita na família há mais de 30 anos... E como recordar é viver, antes de ir para a receita, gostaria de mostrar uma foto que amo... As mulheres da família juntas num dia de festa!
Bom, agora podemos ir à receita, certo? Posso garantir que as rabanadas ficam deliciosas.

Ingredientes:
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 latas de leite de vaca (uso a lata de leite condensado como medida para o leite)
  • 3 ovos grandes ou 4 pequenos
  • açúcar e canela em pó para polvilhar as rabanadas
  • óleo para frita-las 
Modo de preparo:
     Bata, no liquidificador, o leite, leite condensado e os ovos como se fosse um pudim de leite. Coloque a mistura batida numa vasilha grande e passe as fatias de pão nela, deixando que fique bem molhadinha, sem, no entanto, desfazer. Acame as fatias passadas nas misturas em uma assadeira grande, e depois frite-as no óleo quente. Não fique mexendo nas rabanadas enquanto fritam, pois podem ser furadas e encharcarem de óleo. Assim que estiverem douradas, retire o óleo e coloque-as para escorrer em papel toalha. A seguir, passe-as na mistura de açúcar com canela. 
Obs1.: As rabanadas podem também ser assadas no forno. Coloque-as em tabuleiro untado lado a lado e leve para assar, assim que a parte do fundo estiver douradinha, vire-as delicadamente e deixe a outra parte também dourar. Depois de assadas, passe-as pelo açúcar e canela. Eu, particularmente, as prefiro fritas, mas é pura gordice! 
Obs2.: Querendo, pode-se saborizar a mistura de leite, usando 1 fava de baunilha ou gotinhas de sua essência, ou um pouquinho de vinho do porto, mas prefiro sem nada!
 
Bom, esse foi mais um post para a segunda natalina, aproveitem para espiar o blog dessas queridas abaixo: 
 Michelle, do blog Decoração e Invenção, com Guirlandas de Feltro
Claudia , do blog Claudiaroma , com Velas em casca de noz - DIY
Bruxa, do Blog Poções de Arte, com Castiçais
Lilian, do blog Casa Reformulada, com Anjinho - DIY
Patrícia, do blog Arte Encantos, com Decoração de Natal com Cd´s
Sol, do blog Solzinha Artes, com Bolas de Natal  
Jussara, do blog Caminhando na Arte, com Coração Tilda Natalino
Arlete, do blog Dedicartes Atelie, com Guirlandas 
Roselia, do blog Espiritual Mimo, com Decoração de Natal
Nadja, do blog Cacareco´s, com Janelão Natalino 

Diz um ditado italiano ...

"É preciso uma pessoa generosa para adicionar o azeite...
Uma pessoa sábia para pôr o sal.
Uma pessoa mesquinha para adicionar o vinagre,
E uma alma paciente para misturar tudo."

Lindo e feliz final de semana aos queridos que por aqui passaram. Muita luz, paz e amor no coração.

Beijinhos, Kátia.

#SEGUNDA NATALINA - Meu bolo de frutas secas para o natal

     Estamos vivendo a época do ano que mais amo! O natal está se aproximando e, como dizia minha avó, "agora são favas contadas". Por aqui já fazemos planos, a pensar na ceia, decoração, presentes... As crianças estão eufóricas e eu, mais ainda! E para deixar esse momento mais especial, recebi o convite ou a "intimação" da minha querida Michelle do decoração e invenção, para participar da SEGUNDA NATALINA (clica aqui e confira. Participem também!), fiquei toda boba e aceitei logo! Obrigada querida pela lembrança e confiança.
     Para a receita de hoje vou lá no fundo do baú da família para buscar o que há de melhor para partilhar com todos vocês. Esse bolo tem presença cativa no natal, mas durante o resto do ano, está sempre alegrando nossas mesas de café ou chá. Então com ele inicio minha participação nesse processo, desejando desde já um natal muito abençoado e divertido a todos!!!!
Ingredientes:
Massa:
  • 200g de manteiga ou margarina, em temperatura ambiente
  • 6 ovos
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 250ml de leite
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 colher (sobremesa) de canela em pó
  • frutas secas picadas a gosto
  • farinha de trigo para enfarinhar
  • manteiga para untar
Cobertura (Fondant):
  • 500g de açúcar de confeiteiro 
  • 1/4 de xícara (chá) de leite (mais ou menos)
Modo de preparo:
Massa: Bata as claras em neve e reserve na geladeira. A seguir, na batedeira, bata as gemas com o açúcar e a manteiga até obter um creme claro, fofo e homogêneo. Desligue e junte a farinha de trigo e o leite, volte a bater rapidamente apenas para agregar a farinha. Adicione o fermento e a canela e misture até ficar homogêneo. Por fim, acrescente as claras, misturando delicadamente com um fouet e reserve. À parte, corte as frutas secas, quebre as nozes e as envolva com um pouco de farinha de trigo. Passe então as frutas enfarinhadas pela peneira para retirar o excesso de farinha e junte a massa, misturando delicadamente. Deite a massa na forma de sua preferência, untada e enfarinhada, e leve ao forno pré aquecido a 180º para assar por 40, 45 minutos. Depois de assado e desinformado cubra com a cobertura e decore a gosto.
Cobertura: Misture os ingredientes e leve ao fogo em banho maria até dissolver, mexendo sempre. Utilize imediatamente, senão volta a solidificar.
Obs1.: Frutas que usei na massa: Passas pretas e brancas, tâmaras, figos turcos, nozes, ameixas pretas, damascos e cranberries. Na decoração usei: Laranjas kinkan em calda (escorridas), amêndoas laminadas e torradas e ameixa preta seca.
Obs2.: A massa rendeu um bolo na forma de bolo inglês grande e uns 15 bolinhos pequenos.
PRESENTES:
 
 Essa é mais uma delicia que também costumo presentear para o natal, faço uma embalagem bonita usando caixas, saquinhos e mais o que a imaginação mandar.
 

E não deixem de olhar mais essas maravilhosas ideias ... 
Michelle, do blog Decoração e Invenção, com Estrelas perfumadas
Cláudia , do blog Claudia Roma, com Guirlandas aromatizadas
Gélia, do blog Eu que fiz....ou quase isso , com Enfeite Natalino - DIY
Patrícia, do blog Fuxicando Idéias, com Cantinho de Natal na Gaiola
Jussara, do blog Caminhando na Arte, com Enfeite de Natal de cd
Patrícia , do blog Arte Encantos, com Decoração de Natal


Tecnologia do Blogger.