Archive for Maio 2014

MINHAS BATATAS RECHEADAS


A filhota estava com vontade de comer uma coisa gostosa no almoço e eu já estava com tudo mais ou menos organizado na " cachola " , mas como não atender à minha pequena?! Pode ser batata com queijos, no forno? Sim!!! Passei os olhos pela geladeira, coloquei as batatas para cozinhar e tratei de resolver o recheio. Ficou assim, que tal?

  • batatas grandes, inteiras e com a casca ( lavar em água corrente e escovar bem cada uma )
  • requeijão catupiry q.b
  • peito de peru defumado e picadinho a gosto
  • queijos muçarela, prato e parmesão ralados ( grosso )
  • 1 caixinha de creme de leite
  • sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
  • tomilho fresco a gosto ou outra erva de sua preferência
  • manteiga ou margarina para untar
  • cubinhos de bacon a gosto

Enquanto as batatas estão cozinhando,coloque os cubinhos de bacon numa frigideira antiaderente e leve ao fogo baixo para dourarem na própria gordura. Depois de bem moreninhos, deixe escorrer sobre o papel toalha. A seguir, misture os queijos, o peito de peru picadinho e as folhinhas de tomilho. Tempere com sal e pimenta do reino e ligue com o creme de leite. Reserve. Assim que as batatas estiverem cozidas, escorra a água e corte-as ao meio no sentido do comprimento. Com uma colher ou faquinha, retire um pouco da polpa, formando uma cavidade. Coloque uma colher de catupiry no fundo e cubra com a mistura de queijos com creme de leite. Salpique os cubinhos de bacon e leve as batatas ao forno médio, em assadeira untada, para dourar e derreter os queijos. Dê uma regada de azeite sobre as batatas quando retira-las do forno. Sirva a seguir bem quente. Para acompanhar, fiz salada de rúcula, tomate grape, palmito e azeitonas pretas, e lagarto assado. A turminha adorou!


MÃE ...

 MÃE...
São três letras apenas,
As desse nome bendito,
Três letrinhas, nada mais...
E nelas cabe o infinito
E palavra tão pequena - confessam
mesmo os ateus,
És do tamanho do céu
E apenas menor do que Deus!
- Mário Quintana -

Mãe,
A você que me deu a vida, que me dá seu carinho e afeição ... Que está sempre ao meu lado, que enxuga minhas lágrimas e acalma meu coração ... Quantas horas em claro, quantos momentos de apreensão. 
Sempre sábia, generosa, abençoada e abençoando, se doando, acolhendo, acalmando e amando, amando acima de tudo. 
Mãe, obrigada pela vida, pelo amor incondicional, pelas lições, pela paciência, por tanto riso e leveza, pela comidinha sempre bem feita, pelo colo, pela mão sempre estendida.
Obrigada, meu Deus, por esse anjo que o Senhor escolheu para ser minha MÃE.
À minha mãe Neinha, todo meu agradecimento, amor e beijos no coração de todas as mães.
Kátia


Hoje é dia de Pizza!!!!!

 

Neste sábado, depois da correria, da ida ao supermercado e de pôr as coisas em ordem, precisava de algo que me fizesse voltar à calma. E nada melhor do que preparar uma bela massa! Respeitar o tempo até que o fermento comece a agir e atinja o ponto certo para preparar um pão ou uma pizza acalma a qualquer um e depois, quando vem os suspiros e elogios, é só felicidade. 
Fiz a massa do Jamie Oliver, pois é simplesmente maravilhosa, é versátil e ótima para trabalhar. Nesse dia fiz quatro pizzas grandes e ainda sobrou massa para uma fornada de enroladinho de salsicha. A turminha adorou!!!
Com as pizzas fiz duas de calabresa, uma de peito de peru defumado com catupiry e uma margherita, ficou difícil escolher a melhor! Vamos a receita, né?

Massa: 

  • 1 Kg de farinha de trigo (para a massa, pode ser preciso um pouco mais para enfarinhar a superfície de trabalho)
  • 1 colher (sopa) rasa de sal marinho refinado
  • 2 colheres (sopa) de fermento biológico seco
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • Cerca de 650 mL de água morna (a água não pode estar muito quentes, pois mata o fermento)

Modo de preparo:
Em uma superfície limpa faça um monte com a farinha e o sal, abra uma cavidade de 18 cm no centro.Junte o fermento e o açúcar à água morna, misture com um garfo, deixe descansar por alguns minutos e depois despeje na cavidade. Utilizando um garfo e um movimento circular, traga lentamente para o centro a farinha da borda da cavidade e misture com o líquido, ficará parecido com um mingau grosso. Continue a misturar, levando toda a farinha para o centro, quando a massa estiver unida e ficar muito dura para misturar com o garfo, utilize as mãos para molda-la com batidinhas leves até formar uma bola. Sove a massa por mais ou menos dez minutos até que ela fique lisa, elástica e macia. Polvilhe a superfície de sua massa com farinha e cubra-a com filme plástico até dobrar de volume. A seguir, divida a massa em bolas de acordo com a quantidade e o tamanho das pizzas que vão ser preparadas. Jamie Oliver sugere dividir a massa em seis porções e geralmente, sigo essa dica. De 15 a 30 minutos antes de preparar a pizza é bom que a massa seja aberta. Na hora de preparar a pizza, ligue o forno para pré aquecer à temperatura de 250ºC. Nessa etapa coloque as massas nas formas, cubra com o molho de tomate de tua preferência e coloque a cobertura escolhida, asse por sete a dez minutos até que a pizza fique dourada e crocante. Mas atenção, o forno tem de estar bem quente no momento de assar as redondas. 

Olhem só como ficaram as pizzas, é de dar água na boca!!!


Para provar a versatilidade dessa massa, ainda fiz uns enrolidinhos de salsicha. É bem simples, basta cortar a massa em tiras largas e usa-las para enrolar as salsichas aferventadas. O tamanho do pãozinho varia com o gosto da pessoa, eu preferi usar um terço de salsicha para cada pão. Depois de enrolados pincele cada um com ovo batido e para dar uma bossa salpique gergelim.



Almoço caprichado para o feriado


Aproveitando que hoje é feriado e os queridos estão em casa, resolvi preparar uma comidinha bem caprichada. Assei um lombinho de porco marinado no molho barbecue e mel, todos adoram! Para acompanhar, além do arroz , batatinhas assadas com azeite, flor de sal e alecrim, mais um delicioso cuscuz marroquino com vegetais à julienne. E aí, me lembrei dos almoços em família, ainda solteira, com meus pais queridos e irmãos. A saudade bateu forte e corri para preparar as maçãs assadas que mamãe sempre fazia para acompanhar seus assados. Super deliciosas, fácil, rápida e dá uma bossa a mais à mesa. Segue, então, a receita, vale a pena!

Maçãs assadas:

  • maçãs q.b ( usei a red, mas pode ser qualquer outra )
  • passas sem caroço
  • manteiga ou margarina
  • açúcar e canela em pó q.b
Modo de fazer:

Lave bem e seque as maçãs.Corte-as ao meio, retire as sementes e acomode-as em assadeira untada com a casca para baixo. Coloque 1 colher (café ) de manteiga dentro de cada buraquinho de onde saíram as sementes. Por cima,ponha passas a gosto e mais um pouco de manteiga. Misture o açúcar com a canela em pó e polvilhe sobre as metades das maçãs. Leve a assadeira ao forno médio até as maçãs estarem macias , com a mistura de açúcar e canela, borbulhando. Sirva a seguir, acompanhando seu assado .

Dica: 
  
Esta é uma receita versátil, pode perfeitamente se transformar em uma deliciosa sobremesa. Para acompanhar,sorvete de baunilha ou creme inglês. 

Tecnologia do Blogger.